Estrelas Perdidas

image

  Eu vejo as pessoas a minha volta, sempre tão atrasadas, com pressa para ir e para chegar. Será que elas sabem que estamos aqui só de passagem? Será que elas estão dando valor aos detalhes? Será que elas tem feito o que amam? Será que são felizes? Será que eu tenho sido realmente feliz? Será que ao menos tenho atentado para isso, parado alguns poucos minutos do meu dia, saído da rotina por instantes, para fazer uma oração, ouvir o meu coração?
  Quando reflito sobre o outro, quase instantaneamente reflito sobre mim mesma. Estamos todos juntos aqui na Terra, sonhando, vivendo, chorando, prosseguindo, surtando aos poucos, deixando que os problemas tirem de nós, o que há de mais precioso.
  Creio que é por isso que eu escrevo, para não me deixar levar, para não me esquecer, nem por um dia, nem por um instante sequer, da esperança e da alegria que está nas estrelas, que ainda permanece em nós, adormecida, bastando uma pequena oração para ser despertada.
  Somos mais do que a correria nos impulsiona a ser, estrelas perdidas, há algo de místico no nosso ser. Ansiamos mais do universo, vagamos sempre em busca de um propósito maior, pois há em nossa alma, resquícios, lembranças de um mundo que outrora existiu, a nossa verdadeira casa, que se recusam a nos deixar.
  Somos filhos do próprio criador, somos para ele a prosa e a poesia, não há nada de acaso em nós, apenas magia.

Escrito por: Sara Gusella

Anúncios

A Estrada

image

Quando se trata de sonhos, algo é sempre lembrado no coração de todos: a estrada será sempre longa e o caminho nunca será fácil. Esse fato, em dia qualquer, veio à minha mente acompanhado de uma nova reflexão.
Enquanto eu caminhava pela centro da cidade na busca do hospital mais próximo, por um instante me imaginei em São Paulo, cidade que tem ocupado a minha mente e o meu coração quando se tratado de faculdade, mas para a minha total infelicidade tudo o que eu pude sentir naquele momento foi medo. A simples idéia de eu ser capaz de morar sozinha em uma cidade tão grande e de ser independente, me pareceu inicialmente uma utopia. Foi triste ver como os nossos medos e falhas somados, se tornam rapidamente tão maiores que a nossa vontade de vencer.
Mas horas depois, quando ainda pensava nisso, uma frase do C.S.Lewis me veio a mente: “Olhe para você durante toda a sua vida e tudo o que você verá será ódio, tristeza e amargura. Mas olhe para Cristo e você irá encontra-lo e com ele, tudo o que você mais necessita”. Neste momento eu finalmente entendi, e quando me imaginei em São Paulo, não mais sozinha, mas sim guiada por Deus, tudo instantâneamente me pareceu tão claro, tão certo. Pois no momento em que eu olhei para Deus, seu amor calou todos os meus medos e a certeza de que ele estaria comigo em todo tempo, renovou a minha esperança, não só nele, mas em mim mesma.
Encontrar Deus é também se encontrar, é entregar seus medos a ele e deixar que ele lhe mostre quem você realmente é. É encontrar um novo sentido para a vida e saber que, se alguém tão grande acredita em você e em seus sonhos, você deve acreditar também. É saber que independente do quão longa seja a estrada, você não estará sozinha, nem por um dia, nem por um só instante durante toda a caminhada.

Texto escrito por: Sara Gusella

Futuro Profissional

image

  Dia desses, no meu segundo dia de estágio, me vi presa em uma grande dúvida: O que fazer afinal na faculdade, cinema ou jornalismo? Duas áreas que, além de saber que vou me encaixar, sou intrinsecamente apaixonada desde pequena. Começo de 2016, com o tão temido ENEM batendo na porta e o terceiro ano já iniciado, me preucupa ver que essa dúvida ainda permanece em mim.
  Acredito que a escolha profissional seja a primeira, de uma série de muitas escolhas importantes que teremos que fazer na vida e de certa forma, dela depende todas as outras. A respeito disso, para mim, mesmo que seja meio incerto e angustiante no princípio, seguir o coração vai ser sempre a melhor escolha. Vivemos em mundo tão confuso, em a correria vem tirando a alegria de viver e várias pessoas tem se mostrado infelizes com a vida e na área profissional, culpando Deus, culpando o chefe e mal sabendo que tudo isso é resultado de uma escolha dela, feita à muitos anos atrás, ao entrar na faculdade. Pensaram que seriam ricas, pensaram que seriam bem sucedidas, mas se esqueceram da verdadeira riqueza da alma: a felicidade e a realização pessoal. E hoje essas pessoas se encontram sem uma ou outra, sem nada. Afinal infelicidade e sucesso são palavras que não combinam, pois só se consegue crescer naquilo que você gosta de fazer.
  Portanto, o conselho que deixo é o mesmo que estou tentando seguir: faça o que te faz feliz, o que te dá ânimo, o que te dá vida. Se dedique, acredite, que o dinheiro e o reconhecimento serão consequências que virão com o tempo.  A vida é curta demais para não fazer o que se gosta.

Texto escrito por: Sara Gusella

Pessimismo

image

Coração pequeno,
Sentimentos demais,
A mente que mente,
A esperança se desfaz,

A alma que sonha,
Em um mundo tão cruel,
Mas que perde a esperança,
Com a primeira nuvem negra no céu,

Sonhos de mais,
Esperança de menos,
Por que vivo então?
Se às vezes acredito que é tudo em vão,

Deus se mostra tão presente,
Mas a mente custa a acreditar,
Mesmo com a esperança à sua frente,
Para atrás ela está a olhar,

Não quero ser mais assim,
Nem viver do mesmo jeito,
Quero mudar o conceito,
De ver o mundo e as pessoas,

Sonhar em demasia,
Crer sem “todavia”,
Aceitar tudo o que vier,
Deixar ir tudo o que for preciso,

Em mim o pessimismo não faz mais morada,
Pois tudo começa a mudar,
No instante em que eu acreditar.

Escrito por: Sara Gusella

São Apenas Fases

Na vida passamos por momentos que consideramos insuportáveis, não conseguimos ver a luz, tão pouco qualquer esperança para o futuro. A impressão que se tem é de que toda essa dor, todo esse sofrimento perdurará para sempre, porém quando menos percebemos a dor se transforma em paz e a nossa vida que antes se assimilava a uma grande tempestade, toma a forma de uma plena calmaria.

Momentos, sejam eles bons ou ruins, são o moldam a nosso caráter e como reagimos a eles, é o que determina o nosso futuro. Pois o que o que realmente vale na vida não são quantas lutas você ganha, mas quantas aguenta apanhar, por quantas fases se consegue passar sem perder a si mesmo pelo caminho.

Somos poesia encarnada, obras do melhor que poeta que se pode existir, sentimentos que ganham forma, somos mais que a soma das coisas ruins que nos ocorrem, temos capacidade de passar por quantas fases forem, e continuarmos a existir, e continuarmos a viver.

Somos feitos de sentimentos: medos, esperanças, expectativas, todos juntos apertados na alma de uma só pessoa; somos ao fim cheios de fases, um dia alegres e no outro tristes, sempre mudando, sempre oscilando, e porque, a vida não seria assim também?

Em suma, nada nessa vida é eterno ( incluindo nós mesmos) nem a dor ou a alegria durarão para sempre, no fim são apenas fases. No fim, somos apenas fases.

 

 

Enfim Dezembro

Foto: @jr2shoot

 

Me lembro que passei uma parte do ano novo chorando no escritório do meu pai, eram tantas decepções que me cercavam naquele momento que eu não conseguia ver esperança para 2015, as minhas expectativas eram minímas e o meu pessimismo maior do que nunca. Acontece que o ano novo significa recomeço e dezembro dever cumprido, então mais uma vez, mesmo com o mundo desabando sobre mim, decidi recomeçar, afinal chances eram o que não faltariam durante a vida. Mas dessa vez faria (ou tentaria fazer) diferente: não estaria sozinha e sabendo disso decidi então entregar tudo a ele, sonhos, medos expectativas. Meu coração.

E então meu pai agiu, como sempre faz quando eu, entre meus momentos de ansiedade e inquietações que consomem a minha alma, fecho olhos e lembro que tenho alguém que é maior que tudo e lhe entrego o controle da minha vida, deixando que a paz Dele tome em meu coração.

Esse ano não foi o mais feliz, muito menos menos o mais fácil ( pelo contrário!) mas foi com certeza o ano em que eu mais aprendi e também o que eu mais senti a presença de Deus. Se em algum momento da minha vida eu cheguei a duvidar de Deus e de seu amor, esse ano ele calou todos os meus temores e dúvidas com a sua graça manifestada em CADA detalhe da minha vida. Ele foi tão fiel , tão pai, tão abrigo, conseguindo tirar dos meus próprios erros, propósitos que ele usaria para me abençoar .

E agora sem eu mesmo perceber, já estamos em Dezembro, eu venci esse ano que lá no dia 1 de janeiro parecia insuportável de se enfrentar e nem me dei conta, eu era capaz e nem sabia.

O que eu quero dizer é que a vida é difícil, todos nós sabemos disso, mas com Deus ela se torna extremamente mais leve. Janeiro se torna realmente uma  oportunidade de recomeçar e de criar uma nova história para si e não apenas promessas jogadas ao vento; e Dezembro se torna um mês de gratidão por tudo o que você enfrentou e venceu durante ano e pela tamanha fidelidade de Deus demonstrada e não uma contagem regressiva para sair logo do ano em que nada deu certo.

Deus é a esperança, de janeiro até Dezembro e de todos os anos que viverei até o fim da minha vida.

Que o seu dezembro não passe correndo, mais que nos dias restantes desse ano, você valorize mais o ano em que teve a dádiva de viver, as pessoas que te amam e que estão com você e aquele que mesmo sem você saber, te cuida a cada instante.

IMG_20150927_135756

Foto: @jr2shoot

Ainda

Ainda danço na chuva, ainda choro em animações, ainda pego doce escondido na geladeira, ainda faço penteados bizarros no cabelo quando estou sozinha. Ainda conservo em mim a criança que um dia já fui.

Ainda acredito nas pessoas; ainda rodo o meu globo antes de dormir, só para ver em que país o meu dedo vai parar; ainda apago a luz do meu quarto várias vezes ao dia e deito no chão para ver as estrelas brilharem no teto. Ainda sonho demais, ainda acredito de mais. Ainda tenho em mim, mais sonhos do que poderei realizar, mas ainda sim continuo a acreditar.

Ainda vejo bondade nas pessoas e acredito que a compaixão e o amor podem nos transformar, ainda creio que o mundo terá jeito.

Ainda peço benção para os meus pais e sofro só de pensar em não tê-los perto de mim, ainda considero a família a coisa mais importante dessa vida.

Ainda não me deixo contaminar por todas as coisas ruins que há no mundo e tento sempre manter a pureza e a bondade no meu coração.

Ainda converso sozinha e fico me imaginando dentro do último filme que assisti, ainda faço caretas no espelho, danço no meio da cozinha e canto no chuveiro.

Em suma, ainda não cresci e não se isso é todo de mal. Pois ainda conservo lá no fundo a inocência e a esperança de antigamente, tentando sempre valorizar as pequenas coisas; rindo por nada, vivendo por tudo e encontrando nos momentos mais banais, a felicidade mais suprema.

IMG_20150927_135756

Foto: Tumblr
Fiquem com Deus!
xoxo