Poema: Céu

Alguns dizem que é o fim,
Que o trem para junto com a respiração,
Que todos os choros, todas as canções,
Sempre foram em vão,

Aquele ônibus que você perdeu,
O dia em que riu até sua barriga doer,
Toda a sua humanidade misturada com o que é celestial,
Caem por terra, como um dia caiu o véu?

Tudo o que você fez,
Tudo o que deixou de fazer,
Não passam de besteiras,
Que todos ainda irão esquecer,

Para que viver então?
Se a gente nasce para morrer,
O que será que em toda essa existência,
As estrelas querem nos dizer?

Tudo o que me resta agora é tirar o caos para dançar,
Transformar minhas dores em poesias,
Que talvez ninguém lerá um dia,

Ninguém irá me conhecer,
Tudo o que sou só durará até o meu morrer,

Aposto disso,
Tenho a promessa,
Que depois do fim,
Ainda haverá outra vida para se viver.

SARA GUSELLA

Anúncios

2 comentários sobre “Poema: Céu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s