A vida é um sopro

  O tempo tem passado tão rápido, escorrido pelos nossos dedos sem nem darmos conta, os meses, que mal chegaram, já estão se esvaindo, os dias, antes tão longos, acabam num piscar de olhos.
  São nessas quase diárias reflexões sobre o tempo, que eu me sinto tão pequena, tão consumível pelo tempo, tão passageira nessa terra. E isso de certo modo, é bom, pois me faz priorizar o essencial. O que realmente vale a pena e o que é dispensável. Família vale a pena, amizades erradas e interesseiras são dispensáveis. Realizar seus sonhos vale a pena, sentir medo é dispensável. Deus vale a pena, o mundo é dispensável.
  Tudo vai passar, nós já estamos passando, a cada segundo nos afastando dessa vida, deixando de existir aos poucos.
  Eu ainda sou uma pessoa completamente ignorante em relação à vida e talvez, seja até morrer, mas algo que o tempo tem me ensinado e durante a vida tenho tentado praticar é priorizar o essencial, aquilo que a gente realmente ama, o que a gente tem vontade de fazer. Os nossos medos e receios se tornam tão pequenos comparados a brevidade da nossa vida.
 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s